Facebook Twitter Linked In Mais opções

Clima.AML

Rede meteorológica metropolitana

O projeto CLIMA.AML – Rede de Monitorização e de Alerta Meteorológico Metropolitano, criado no âmbito do programa Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono, operado pela Secretaria-Geral do Ambiente e da Ação Climática e financiado pelos EEA Grants 2014-2021, tem como objetivo a criação de uma solução integrada para a monitorização meteorológica em contexto urbano. 

Está a ser concretizado através de uma rede metropolitana de 18 estações meteorológicas, uma em cada um dos municípios da área metropolitana de Lisboa, nove micro-sensores de medição urbana, e uma plataforma online, que analisará todos os dados e informações essenciais de suporte à monitorização e avaliação dos dados meteorológicos.

Para a sua implementação, o projeto conta com o envolvimento de todos os municípios da área metropolitana de Lisboa. A AML, na qualidade de promotor do projeto, conta com a parceria institucional da Biotext (entidade norueguesa), das câmaras municipais de Almada e Lisboa, bem como da Cascais Ambiente e do Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano (CEDRU). 

O projeto CLIMA.AML conta ainda com os apoios institucionais do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Norwegian Meteorological Institute e Rede de Municípios para a Adaptação Local às Alterações Climáticas. 

Estas entidades contribuirão com a sua experiência acumulada relativamente à recolha e disponibilização de dados meteorológicos à escala local, e à evolução dos impactos e eventos resultantes das alterações climáticas, os quais, progressivamente, se têm vindo a registar com maior intensidade na região.

Com um orçamento global de 193.195,31 Euros e cofinanciado em 85% pelo EEA Grants, o projeto está a ser desenvolvido ao longo de 30 meses (até ao final de setembro de 2023).

Actualizado a 2/08/2023
To top