Facebook Twitter Linked In Mais opções
imagem de destaque

Rede europeia de regiões metropolitanas destaca trabalho da AML na área da transição alimentar

A rede europeia de regiões metropolitanas Metrex lançou uma campanha de valorização do trabalho desenvolvido pelas áreas metropolitanas na Europa, dando como exemplo de boa prática as ações desenvolvidas ao nível da transição alimentar na área metropolitana de Lisboa.

A Metrex destaca o trabalho de articulação feito pela AML com cerca de 40 entidades parceiras, no âmbito da rede FoodLink, que faz com que o planeamento alimentar esteja a ganhar uma relevância acrescida nas políticas de ordenamento e desenvolvimento territorial na área metropolitana de Lisboa.

É ainda realçado que este trabalho está em sintonia com o protagonismo que os sistemas alimentares têm vindo a assumir na agenda política internacional, no atual contexto de crise climática e geoestratégica.

FoodLink

A FoodLink junta um conjunto diverso de territórios, iniciativas e atores da área metropolitana de Lisboa, que têm como objetivo planear e gerir o seu sistema alimentar.

A visão da FoodLink para 2030 prevê que possa ser assegurado cerca de 15% do aprovisionamento alimentar da região, tendo por base modos de produção sustentáveis, soluções inovadoras, e redes de distribuição de baixo carbono e em circuitos alimentares de proximidade.

Metrex

Rede fundada em 1996, na Conferencia de Regiões Metropolitanas, em Glasgow, com o apoio da Comissão Europeia. Tem como objetivo fornecer meios para a promoção de uma gestão metropolitana eficiente, e com capacidade de resposta.

A Metrex inclui membros de 40 regiões e áreas metropolitanas, sendo que de Portugal estão presentes a Área Metropolitana de Lisboa e a Área Metropolitana do Porto. Instituições europeias, centros de investigação e organizações governamentais são alguns dos seus parceiros.

Actualizado a 29/11/2023
To top