Facebook Twitter Linked In Mais opções
imagem de destaque

Área Metropolitana de Lisboa vai discutir os principais caminhos e desafios para a habitação no seu território

Os caminhos e desafios para a habitação na área metropolitana de Lisboa vão servir de mote para um evento, que decorrerá no dia 15 de novembro, a partir das 14h30, no Auditório Rainha Sonja da Noruega, da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa.

A necessidade de aprofundar a discussão de questões relacionadas com a habitação surge na sequência da criação do plano de ação para a habitação, e da subsequente elaboração do diagnóstico das condições habitacionais indignas, desenvolvidos pela Área Metropolitana de Lisboa, no quadro das suas atribuições de promoção de planeamento e gestão económica, social e ambiental do seu território.

O plano configura a resposta à oportunidade lançada pelo Plano de Recuperação e Resiliência, e contempla intervenções nos programas de apoio ao acesso à habitação, bolsa de alojamento urgente e temporário e habitação acessível, que capitalizam o processo reflexivo e estratégico que está a ser empreendido pelos municípios do seu território. Vai ser materializado através de um investimento substancial na área metropolitana de Lisboa, mediante uma estratégia comum a todos os municípios.

A iniciativa servirá ainda para dar a conhecer o diagnóstico das condições habitacionais indignas da área metropolitana de Lisboa, que será apresentado por Ana Pinho, Luís Carvalho e David Vale, da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa.

O evento conta com a participação de Marina Gonçalves, secretária de estado da Habitação, Carla Tavares, presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa, Carlos Humberto de Carvalho, primeiro-secretário metropolitano, e Carlos Dias Coelho, presidente da Faculdade de Arquitetura.

A sessão contempla também uma mesa-redonda intitulada “Carências habitacionais na área metropolitana de Lisboa – Que Soluções?”, moderada pela redatora do Jornal de Negócios, Filomena Lança, e que contará com a participação de Rui Estríbio, do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, Ana Vitória Azevedo, da Santa casa da Misericórdia de Lisboa, Jorge Malheiros, do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território e Frederico Arruda, da Refundos e da Urban Land Institute.

 

Actualizado a 9/11/2022
To top